Páginas

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Melodia do Mar




Perdi os teus encantos,
A noite que vem mansamente
Que canta sons de enfeitiçar
Trouxe com ela a toada do meu adejar

Perdi os afagos que deixas na areia
As melodias que repetes em cadeia
O murmúrio das ondas mais calmas
O troar que guardas de todas as almas

Perdi a espuma que agitas em tormento
A doçura de um descanso em morrinhento
O sabor salgado que nos deixas na pele
O amargo de tua fúria, quase fel

Perdi as cores que perfilhas para nós
O choro encoberto do teu verde a sós
O sorriso rasgado do azul que cintila
O negro da noite que a noite esmerila

Mas no eterno que é teu,
Na tua morrinha ou no teu apogeu
Voltarei a sonhar
                         MAR


22-07-2012 / 02-01-2013
Fernanda Paixão