Páginas

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Não importa



Não importa a guerra
Só deixa sangue na terra!
Não importa a posição
Se resulta da ambição!
Não importa o vencedor
Se antes houver corruptor!
Não importa a minha ilusão
Se houver desolação!
Não importa os sonhos que sonho
Se com eles me envergonho!
Não importa as palavras que invento
Se as leva o vento!
Não importa os desenho que esboço
Se logo a seguir os destroço!
Não importa os sorrisos que rio
Se não te contagio!
Não importa as lágrimas que deito
Se forem de despeito!
Não importa o meu sofrimento
Se nele houver sentimento!
Não a importa a felicidade
Se não for de autenticidade!
Não importa a eternidade
Se não houver afectividade!
Não importa o alvorecer
Se os olhos não o puderem ver!
Não importa Amar
Sem ter a quem o dar!
Não importa aquilo que escrevo, nem aquilo que penso
Se por um momento tu não estiveres para o poder partilhar.

By Fernanda Paixão
01/07/2010