Páginas

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Poema Matemático Rápido


Via-se apenas rabisco,
Pobre linha feita traço,
Que num número complexo
Derivou em ângulo convexo
Sem ser integral de função!
Ponto a ponto,
Sem reticências
Operando equivalências
Numa matriz de potências ou
Em somatório até n.
Adicionou-se ao maior
Intercetando o menor
Num conjunto sem parênteses
Ficou igual asterisco
Com ares de infinito expoente
Numa operação radical
De quem marca o referencial
No início ou no final.




Via-se apenas rabisco,
Pobre linha feita -,
Que num z = a + ib
d´ em AÔB < 180º
100 ser  ∫ f(x)!
.  a .
100 …
Operando ⇔(s)
Numa [x y] de n^y ou
Em ∑ até n.
+ ao >
⋂ o <
Num  {x,y} 100 ( )
Ficou = *
Com ares de oo  ^n
Numa operação√
De quem marca o (O,x,y,z)
No início ou no final.

Fernanda Paixão
2013-05-16