Páginas

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Posso Amar-te


Posso amar-te
Hoje,
Amanhã,
Ou depois.
Posso amar-te
Com a calma do verão,
Ou com a força de um vulcão.
Posso amar-te
Aqui,
Ou na distância do infinito.
Posso amar-te
Num sorriso,
Numa lágrima,
Ou num silêncio a dois.
Posso amar-te
Na solidão,
Ou no meio da multidão.
Posso amar-te constantemente
Amar-te intensamente
Posso amar-te em sofrimento
Ou em total contentamento.
Posso amar-te em surdina
Ou nas palavras que grito.
Posso amar-te sem sentires, ou ser a pele que vestires, o sorriso no teu rosto, o teu vinho e o teu gosto.
Posso ser a tua amante, o teu perfume, o teu picante, a tua bebida saciante.
Posso ser a feiticeira, a tua gata borralheira, a tua doce bebedeira…
Posso amar-te …
Encostar-me nos teus seios, saciar os teus devaneios e preencher-me de ti,   
Posso vestir-me dos teus cheiros, preencher os meus receios e
Amar-te simplesmente

By Fernanda Paixão
15-02-2011