Páginas

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Agito-me



Agito-me,
Na vida que discorre!
Procuro-me,
Nos lamentos do dia!
Revolvo-me,
Nas baladas da noite!
Questiono-me,
Na partilha de ser!
.
Solto-me, abandono-me,
Lanço-me na procura de mim e …
No volver da maré procuro uma fé.
.
Escrevo palavras no vento,
Lanço sorrisos de espanto,
Grito em surdina as dores do meu pranto!
.
Traço horizontes verticais,
Limo as arestas e os cunhais,
Escrevo-te, deixo-te os meus sinais!

By Fernanda Paixão
08/02/2011