Páginas

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

A ti permito


A ti me entrego,
Me deixo afagar
Em ti naufrago, navego, me apego,
Me elevo … a sonhar!
A ti me congrego,
Me sinto despertar!
A ti permito o meu corpo desenhar!
A ti te digo palavras tão loucas,
Em ti, em mim, unimos nossas bocas!
A ti permito que enchas o meu mundo,
Em ti me perco e fecundo!
A ti permito que roubes a minha voz,
Que partas em nos, que sejas quimera, fantasma, ilusão…
A ti permito que roubes o meu coração

By Fernanda Paixão
05/ 01/2011