Páginas

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Parto



Parto sem saber para onde
Qual o caminho a seguir
Qual o destino que me espera
Qual o eixo desta esfera!
Parto sem saber o motivo
Sem bagagens ou lembranças
Sem ideias ou esperanças!
Parto apenas porque levo
Meu coração a bater
Os meus olhos a flamejar
E a minha boca a gritar!
Parto porque me despedi
Porque de lutar desisti
Parto porque vejo a maldade em ti!
Parto,
A desilusão apossou-se do meu coração
Não consigo encontrar um motivo que me faça ficar
Parto e levo comigo a certeza que tudo fiz para te mudar!
Parto,
Levo uma mala cheia de desilusões,
Uma mão cheia de solidões,
Um mundo que não consigo mudar!
Parto,
E triste, grito com o peito rasgado
“O homem tem o coração profanado”

By Fernanda Paixão
19/01/2011