Páginas

terça-feira, 22 de junho de 2010

Soldado




Tu idiota
Porque lutas?
Tu que partes e deixas o teu mundo vazio
Diz-me o que levas para além do bafio?
Bafio dos corações que sangram ao ver-te partir
Ao ver que a guerra lhes tolhe o sorrir!
Tu idiota
Porque lutas?
Levas na alma o sonho de alguém.
Já te perguntaste se será por desdém?
Qual o motivo que te impele a partir?
Que trarás de volta sem ser o cumprir?
O cumprir de um dever que alguém te diz ter
Que te diz que lutes
Que manches de sangue
As terras e as mãos
Que deixes para trás a dor e a aflição!
Tu idiota
Porque lutas?
Deitas por terra o fio de esperança
Aquela temperança que em tempos tiveste
Aquela bonança
Num sorrir de criança!
Tu idiota
Porque lutas?
De que te serve lutar
De que te serve matar?
De que te serve o pesar
Dos que como os teus apenas querem amar?
Tu idiota
Porque lutas?
As tuas botas pesadas
Pisam o chão já manchado
De sangue, lágrimas e dor
Pisam o chão que ignoras
E te disseram ser um horror!
Tu idiota
Porque lutas?
O que julgas ser o poder?
O que julgas ser a guerra?
O que sentes quando apagas a vida que te implora viver?
O que sentes quando vês o ultimo fio da vida nos olhos de uma criança?
Tu idiota
Porque lutas?
Quem te ensinou a não questionar?
Quem te ensinou a ausência de Dar?
A guerra é mais importante que Amar?
Tu idiota
Porque lutas?
Tu que pegas sem sentido
Numa arma ou num vestido
Que te esforças por estar
Numa vida que vai faltar
Quem te ensinou a lutar?
Tu idiota
Ainda vives?


By Fernanda Paixão
2010-06-16