Páginas

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Tranquei-te a porta pelo lado de dentro


Risquei-te de mim,
Tranquei-te a porta pelo lado de dentro.
Fechei-te num lugar perdido para não mais te encontrar.
Ignoro-te se te vejo passar,
Não me importo com quem andas
Não invejo as vidas que invades.
Tranquei-te a porta pelo lado de dentro.
Se lágrimas hoje deito, são de alegria acredita!
Meus lábios voltaram a sorrir, as minhas faces a ganhar cor e os meus olhos brilham com a esperança de um mundo melhor!
Saudades? Que ideia!
Saberei aproveitar a vida sem ti!
Saberei o sabor do sol, o calor do vento e o som da chuva ou do silêncio!
Tranquei-te a porta pelo lado de dentro.
Vai.
Podes partir mas não voltar.
Hoje decidi não mudar.
Hoje decidi ser feliz e a ti, TRISTEZA
Tranquei a porta pelo lado de dentro …

By Fernanda Paixão
31/05/2010